02 junho 2014

Era uma vez Jessy...


 Para quem me acompanha no facebook ou na FanPage do Blog, sabe que neste domingo eu fui a um asilo junto com o centro espirita que frequento. (Não sei o nome do asilo, quando souber escrevo aqui, fica no Riacho Grande - SBC/SP).
 Entre tantas senhoras e senhores maravilhosos, animados e com um sorriso no rosto conheci a jovem Jessy, que contou um pouco sobre ela, sua história e seus dias em um asilo.


 Jessy tem 90 anos de idade (1924), filha de Portugueses Jessy tem olhos azuis feito água e cabelo branco feito algodão, o sorriso esbanjado em seu rosto é fruto de muitos anos de experiência e muita coisa que presenciará. Teve dois filhos, um morreu aos 49 anos de idade por causa de um câncer e a outra, bem, não liga muito para a D. Jessy. Não sei se é errado falar mas, a forma com que ela nos contou sua história e a forma com que sua filha a trata me doeu muito. 
 Seus olhos e os olhos de todos se enchiam de lágrimas quando ela falava que sentia falta do filho e que as vezes sente ele por perto ou relembra os gritos de dor durante a noite. Algo que me marcou muito foi a frase que ela disse 'Burra é a mãe que se mata para cuidar do filho" pois sua filha só a quer por perto quando precisa de dinheiro, maltrata e já até bateu em sua mãe. Como pode um filho causar tanta dor para uma mãe que cuidou durante toda a vida dela, com tanto amor e carinho????
 Além da D. Jessy, outras também disseram que tem fins de semana que não vê os filhos ou a familia e que o asilo é vazio que dá até frio, todas são cuidadas com muito carinho mas não deve ser a mesma coisa que ter o calor do abraço de um ente querido. Foi por isso que resolvi realizar este post e explicar para vocês: COMO POSSO VISITAR UM ASILO?
 Simples, ligue para o asilo que pretende visitar e pergunte como funciona. Normalmente eles pedem para levarem comes e bebes e irem em um fim de semana. Então aqui está um planejamento para você que quer alegrar o domingo de algum senhor da sua cidade que precisa de atenção:


  •   Ligue para o asilo que pretende visitar
  •   Marque dia e horário 
  •   Reúna um grupo de amigos
  •   Vá ao asilo pelo menos uma ou duas vezes por ano
  •   Não prometa nada, pois eles lembram de tudo
  •   Sorria e tenha paciência de ouvir
  •   Tente anima-los
  •   Fale alto quando precisa
  •   Seja simpática e mente aberta para descobrir histórias que poderiam se tornar livros.


 Juro que fiquei tentada a sentar do lado de D. Jessy e escrever um livro sobre ela, talvez isso pode se tornar um plano futuro, algo que irei anotar na minha caderneta de projetos. Mas que tal você fazer isso com seus amigos e tornar a vida de um senhor mais feliz?

18 comentários:

  1. que coisa linda,amiga!!!!
    Atitudes como essas que fazem a diferença!!!!!
    Sempre pensei em fazer essas visitas e vc me deu uma injeção de ânimo, vou marcar com 2 amigos para irmos falar poemas, ouvir as histórias deles.
    Achei demais seu post!!!
    Bravo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    bjus
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marque sim, isso faz mais bem para nós do que pra eles... é lindo ver seus rostos sorrindo e ouvir suas histórias, depois manda a foto de vocês três pra gente que publico na fanpage.

      Beijão

      Excluir
  2. Muito legal da sua parte fazer isso. Você me incentivou bastante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Su, é ótimo!
      Espero que tenha te incentivado mesmo.

      Beijão

      Excluir
  3. Que legal querida .. acho isso lindo ... Tb frequentamos e ajudamos um centro e asilo quando podemos nas festas .. já que tb trabalho com isso .. faz mais bem pra gente que pra eles com certeza .. parabéns! bjs

    Roberta Aquino
    Diário de uma Princesa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ro, você trabalha com isso? *-*
      Me explica melhor rsrs
      Exato, faz muuuuito bem pra nós.

      Beijão

      Excluir
  4. Que postagem mais bacana! Parabéns pela iniciativa!
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ja visitei um asilo com a escola e sempre tem um velhinho com uma historia comovente!
    Beijos
    www.blogdaisa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, eles ensinam tanto... duas horinhas e aprendi tanto naquele dia.

      Beijão Isa

      Excluir
  6. Sempre fico chateada com essas histórias e essa foi uma delas. Bem triste ver como são a cabeça de seres humanos né? Triste isso... Gostei do seu post, nunca fui a um asilo, mas acho que se eu fosse, ficaria bem triste em ver. Bjs, Ju!
    donaurbana.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é comovente mas ao mesmo tempo motivador.
      Ficaria triste porém renovada flor, é sempre assim.

      Beijão

      Excluir
  7. Bru!
    Seu ato foi lindo, de verdade!
    Sempre que penso em idosos em asilos me sinto triste!

    Otima suas dias :D
    Super beijo!

    www.blogweneedit.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é realmente triste.
      Meu ato não foi lindo haha foi apenas mais um de milhares de pessoas que fazem isso semanalmente.

      Beijão

      Excluir
  8. Poucas pessoas se prestam a isso, foi uma linda atitude, mas discordo um pouco da D. Jessy, entendo que ela pense assim por que teve o azar de ter uma filha que não está nem aí pra ela, mas nenhuma mãe pensa em recompensas quando se dedica a um filho, não existe o pensamento " Vou cuidar da minha vida e preparar meu futuro por que posso parar num asilo!", acho que isso pode acontecer por muitos motivos, as vezes o filho se constrói de forma diferente do que almejamos e outros se tornam distantes pela criação que receberam - Digo isso por que a criação antiga era muito rígida e os pais não tinham tantos momentos de carinho com os filhos - mas acho que depende muito sabe? Sinceramente acho mais burra a filha, que um dia vai perder a mãe e aí o que vai restar? Mãe é única!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meriene, eu concordo com você. Fiquei muito chateada com esse comentário de D. Jessy e foi por isso que ele me marcou tanto, a amargura dela era tanta que esse pensamento foi construido ao longo dos anos em que ela sofreu nas mãos da filha.
      Obrigada por expor sua opinião, ela é muito importante para nós aqui do blog *-*

      Beijão

      Excluir
  9. Que legal esta atitude, mto bonito da sua parte! parabens!

    ResponderExcluir

analyticstracking.php

About Us


Bruna Della, 19, brazilian, drama student, blogger and capricorn. Believe that can change the world with smiles. Blog Cappuccino E Bobagens is a personal space where I can talk about places, products, woman things and projects that help the world. If you have some suggestion, please, send us an e-mail: cappuccinoebobagens@gmail.com Cappuccino E Bobagens // Cappuccino And Stuffs

Recent

recentposts

Random

randomposts