26 janeiro 2015

Livro: A Garota Que Tinha Medo - Breno Melo

Sinopse: Marina é uma jovem que faz tratamento para a síndrome do pânico. Às voltas com o ingresso na universidade, um novo romance e novas experiências, Marina tem seu primeiro ataque de pânico. Sua vida vira de cabeça para baixo no momento mais inapropriado possível e então psiquiatras e psicólogos entram em cena. Acompanhamos suas idas ao psiquiatra e ao psicólogo, o tratamento farmacológico e a psicoterapia. Ao mesmo tempo, conhecemos detalhes de sua vida amorosa e sexual, universitária e profissional, social e familiar na medida em que elas são marcadas pela síndrome. Um tema atual. Uma excelente obra tanto para conhecimento do quadro clínico como entretenimento, narrada com maestria e de uma sensibilidade notável.

Editora: Chiado Editora
Autor: Breno Melo


 Como não se interessar por um livro com essa temática tão diferente e curiosa? Não espera receber um e-mail do Breno Melo com a indicação deste livro de uma forma tão diferente.
 Desde pequena meu pai meio que me "indicava/forçava" eu a ler livros de auto-ajuda ou aqueles de técnicas para isso ou aquilo, coisas de psicologia e sinto que por isso hoje eu sou meio afastada desses livros, não consigo termina-los. Gosto de histórias, e isso era o que eu menos esperava de um livro que falasse sobre a Síndrome do Pânico.
Fonte: Mademoiselle Love Books

 O livro conta a história de Marina, uma menina que está na idade dos vestibulandos e sofrendo para entrar nas melhores universidades. Sua mãe não queria apenas que passasse em uma mas sim em seis ou mais e isso dava a Marina uma pressão enorme, fazendo com que o dia não durasse apenas 24hs e sim 25hs de tanto que estudava. (Fiquei pensando: comparado a essa menina, não estudei nada).

 Com tanta pressão, ela tinha que conciliar sua vida social (que não existia), um namoro mais ou menos (tinha que ter mais tempo pro livro do que para ele) e um novo problema que surgia aos poucos com tanta pressão: A síndrome do pânico.
 
Fonte: DelaMila

 Imagina, com tanta coisa acontecendo e começa a te dar um negócio desesperador, digo desesperador porque me desesperei com tantos detalhes e como que é a reação da síndrome. Fiquei pasmada com a descrição que o autor fez em relação ao que vai acontecendo e a sensação que um panicoso tem em um dos ataques, foi tão rico em detalhes que parecia que acontecia em mim e eu já ficava com uma falta de ar enquanto lia cada linha. 

 "A Garota Que Tinha Medo" não é apenas um livro literário que conta uma história fictícia qualquer, é um livro informacional e com um conteúdo que vai além dos livros de psicologia que era obrigada a ler. Ele faz você perceber a gravidade do assunto, aprender a lidar com a doença e faz você sentir e perceber de uma forma natural o quão difícil é ser e estar com alguém que sofre dessa síndrome.

 Já conheciam a síndrome do pânico?

6 comentários:

  1. Gente... Há um tempo eu havia comentado. Agora vim visitar o blog, e vi que ele não apareceu.. ç-ç

    Não gosto muito de livros de auto-ajuda e não sei direito se esse fala sobre tal assunto, mas esse parece realmente incrível. Gosto quando o autor escreve de maneira que nos faz sentir no lugar do personagem. Isso aconteceu comigo quando li Extraordinário. Gostei bastante do assunto tratado no livro e agora estou curiosa para lê-lo. Confesso que a capa não me chamou muito a atenção e não achei lá tão bonita, mas quando a história é muito boa, eu tento ignorar a capa. ><

    Beijos,
    Fay - Império Imaginário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não curto livros de auto-ajuda, acho que foi por isso que gostei tanto desse.
      kkkkkkkkk é, as vezes a capa não é realmente atraente. Hehe

      Beijão Fay

      Excluir
  2. Adorei a resenha, nunca tinha ouvido falar desse livro, mas achei a temática bastante diferente e curiosa mesmo! Me identifiquei na questão da pressão da mãe com vestibulares :/
    O que mais gostei é que além dele ser literário ele também é informacional! Uma oportunidade para conhecer e aprender um pouco mais sobre a síndrome do pânico
    Já vou colocar na lista de livros para comprar haha
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita Mari, mas não vai ficar doente também viu?!
      Compra sim e depois me conta o que achou!

      Beijão

      Excluir
  3. Então ele não conta apenas uma história e sim é tipo um livro auto-ajuda que relata a síndrome? Adorei! Mas coitada da menina sobre a universidade né, sem vida social e sem nenhum carinho e cuidado, ninguém merece :( Com tanta pressão acho que até eu teria problemas. Acho que não é uma síndrome muito rara de acontecer, as vezes só não é identificada. Beijos

    ResponderExcluir
  4. O livro deve ser ótimo, mas também tenho uns quatro pés atrás com livro de auto ajuda, mas esse não me pareceu dessa forma. Acho que é bem mais um drama (gênero que eu amo <3 ). E sim, já estive perto de uma amiga que tinha síndrome é assustador. Lembro de uma vez ir ao cinema com ela e como era lançamento e um montão de gente começou a passar perto dela, ela começou a se desesperar e me abraçar muito forte. Fiquei sem saber o que fazer, aí fomos para o banheiro e passamos 1 hora lá dentro até ela se acalmar. Até cantei para ela, haha. Hoje sorrio com a situação, mas na hora foi algo assustador.

    ResponderExcluir

analyticstracking.php

About Us


Bruna Della, 19, brazilian, drama student, blogger and capricorn. Believe that can change the world with smiles. Blog Cappuccino E Bobagens is a personal space where I can talk about places, products, woman things and projects that help the world. If you have some suggestion, please, send us an e-mail: cappuccinoebobagens@gmail.com Cappuccino E Bobagens // Cappuccino And Stuffs

Recent

recentposts

Random

randomposts